terça-feira

Os Diversos Métodos de Ensino da Leitura e da Escrita

                   Conforme Magda Soares:
As cartilhas desapareceram do mercado. Não se fala mais em cartilha, fala-se em livro de alfabetização. Mas com o desaparecimento das cartilhas, praticamento desapareceu também o conceito de método. Não é possível ensinar a ler e escrever, ou qualquer coisa em educação, sem um método. Há poucos livros de alfabetização que tenham uma organização metodológica para orientar professores e crianças envolvidos neste processo de aprendizagem. Os professores usam precariamente os livros de que dispõe ou buscam as cartilhas nas prateleiras da biblioteca da escola.

Para complementar esta discussão, a Prof. Drª Otília Lizete Heinig (Furb) falou no I Simpósio Catarinense de Alfabetização, ocorrido em 2010 na cidade de São José (SC) sobre o “vazio metodológico” percebido nas suas pesquisas quando ouve dos professores a seguinte colocação “Estou meio perdido, não sei se este é o caminho”!
Os professores alfabetizadores com experiência em alfabetizar sabem pela prática pedagógica que não basta ofertar as crianças diversidade em gêneros textuais se não houver uma metodologia para que a criança compreenda o funcionamento do código linguístico. O professor alfabetizador precisa explicar para o aluno que o “B” com “A” forma um novo som “BA”, se for acrescentado um “R” no meio, o som passará a ser “BRA”, se for um “L” o novo som som será “BLA”.
Afinal, quantos diferentes sons são formados com 18 (dezoito) consoantes e 5 (cinco) vogais, sem considerar as letras K, W e Y que pouco aparecem em substantivos comuns? Para a criança este processo complexo é amplamente abstrato e o método para que o compreenda é primordial.
Falar em método para alfabetização transformou-se em tabu após a entrada do “construtivismo” nas escolas, confundido com “espontaneísmo” no final da década de 90. Emília Ferreiro critica a limitação que as cartilhas traziam quando ofertavam a criança “Ivo viu a uva”, ou então “O bebê baba”, mas não há escritos seus que criticam métodos, ou os avalia. O que precisa ficar claro para o professor alfabetizador é que a cada tempo o indivíduo está em uma situação histórica diferente, sendo assim, a cada tempo ensinar precisa ser diferente. Portanto utilizar-se de método para alfabetizar não é retornar a cartilha, mas ressignificar as atividades para que seu aluno avance no nível conceptual linguístico ao respeitá-lo como um sujeito do seu tempo .
Os Métodos do ensino da leitura e da escrita podem ser classificados como SINTÉTICOS e ANALÍTICOS:
SINTÉTICOS: São métodos que levam o aluno a combinar os elementos isolados da língua: sons, letras e sílabas. Baseiam-se na concepção de que o ensino da leitura e da escrita deve começar pelos elementos que compõe a palavra. E a medida que esses elementos são apreendido, passam a ser combinados em unidades linguísticas maiores. O aluno aprende as letras, forma as sílabas, palavras e unidades maiores.
O método sintético apresenta-se como:
- Método Alfabético ou Soletrativo: deu origem ao termo alfabetizar. O aluno aprende o nome das letras e suas formas - Maiúscula e Minúscula. A sequência do alfabeto e para combinar as letras entre si para formar sílabas e palavras.

- Fonético: Passou a ser adotado em lugar do alfabético na tentativa de superar a grande dificuldade existente naquele por causa da diferença entre o nome e o som da letra. O aluno aprende inicialmente os sons das letras isoladas e depois reúne em sílabas que formarão as palavras.

- Silábico: A sílaba é a unidade fonética estabelecida para o ponto de partida do ensino da leitura. O aluno aprende inicialmente as sílabas, a combinação entre elas e chega à palavra.

                    ANALÍTICOS: São métodos que levam o aluno a analisar o todo (palavra) para chegar às partes que a compõem. Frequentemente estes processos são conhecidos como GLOBAIS.

O método analítico apresenta-se como:

Palavração: Comenius é apontado como o introdutor do método analítico palavração, quando em 1657 publica sua obra “Orbis Pictus”, no qual associa imagem e palavra. Neste método a palavra é apresentada ao aluno, muitas vezes acompanhada da imagem, porém a atenção é dirigida aos detalhes da palavra como sílabas, letras e sons. E estes, depois reunidos, auxiliam o aluno a enfrentar palavras novas com autonomia de leitura. Para o método ser palavração a palavra deve ser composta de decomposta para que o aluno perceba suas nuances, ofertar lista para o aluno não é o método analítico palavração.

Sentenciação: O aluno parte de uma frase que a turma está discutindo, visualiza e memoriza as palavras que formam esta sentença, depois analisa as sílabas que formam cada palavra para formar novas palavras.

Contos e Historietas: É uma ampliação do método de sentenciação. O aluno parte de pequenas histórias, letras de músicas... para chegar nas palavras, sílabas e com estas sílabas formar novas palavras.

                   O professor alfabetizador precisa conhecer os métodos de alfabetização e estudar sempre para não virar refém de "enlatados pedagógicos".

5 comentários:

  1. Boa noite,

    Acabei encontrando seu blog, na minha procura por um livro do qual estou precisando.

    E gostaria de saber se vocÊs tem o livro e se poderia disponibiliza-lo, já que ta dificil de encontra-lo na net, e no momento sem possibilidades de compra-lo.

    O nome do Livro: Os diversos métodos de ensino da leitura e da escrita.
    Autora: Gilda Rizzo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Quero usar esse método de alfabetização com as minhas crianças do primeiro ano. Gostaria de entrar em contato com vcs pq soube que tbm oferecem um material didático de apoio pedagógico ao professor! Ansiosa pela resposta! Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Ah...esqueci de dizer...o método das princesas, príncipe e rei...e a famosa coroa....rsrsrs.

    ResponderExcluir
  4. gostei da postagem muito bem explicada! estar de parabéns clara e objetiva!

    ResponderExcluir
  5. ADOREI A MANEIRA COMO VOCÊS USARAM PARA ALFABETIZAR AS CRIANÇAS. GOSTARIA DE RECEBER ESTE LIVRO OU ESTE MATERIAL PARA FAZER O TRABALHO COM MEUS ALUNOS E RENOVAR MINHA PRÁTICA. (MÉTODO DAS PRINCESAS E PRÍNCIPES) . MEU EMAIL: rosangelamarquesc@hotmail.com. PARABÉNS PELO SEUS TRABALHOS.

    ResponderExcluir